jump to navigation

É MELHOR… 4 de março de 2010

Posted by conceitoecologico in Consumo Consciente, Reciclagem, Redução de lixo.
add a comment

(…) a agente limpar nossa sujeira…

CALÇA CONGELADA! 1 de fevereiro de 2010

Posted by conceitoecologico in Conceito Ecológico, Consumo Consciente, Produtos Eco.
1 comment so far

Liguei o computador, entrei na net para verificar meus e-mails do fim de semana e a primeira coisa que vi no Yahoo foi essa matéria.

É Ctrl C Ctrl V total (rs), mas achei legal repassar a informação para vocês…

“Nada de tanque, máquina de lavar ou ferro de passar: bastam 12 horas congelada para a calça jeans estar pronta para ser usada. A novidade foi apresentada em uma feira sobre sustentabilidade, em Berlim, na Alemanha, e já inspirou empresários brasileiros antenados com as novidades do mundo da moda. A idéia foi criar uma peça eco-sustentável, que não agredisse o meio-ambiente. O jeans não precisa ser lavado com água, apenas congelado na geladeira para ser higienizado.

A peça será vendida com uma sacolinha com vedação, própria para temperaturas baixas. Segundo os fabricantes, doze horas dentro do freezer são suficientes para matar as bactérias e tirar o cheiro de uso, mas o ideal é deixar o dobro do tempo. Além disso, as calças são dupla face. É só virar pelo avesso para usar a mesma roupa como se fosse outra sem lavar, passar ou engomar.

O compromisso com a sustentabilidade na fabricação de roupas como esta calça jeans congelável é que o modo de produção é totalmente orgânico. Usam algodão, fibras e tingimentos que não levam químicas nocivas ao meio ambiente em nenhuma das etapas -da matéria- prima à peça finalizada para ir às prateleiras. Segundo a marca Tristar, que já aderiu à novidade, à medida que congela e descongela, o tecido amacia e a calça fica com o formato do corpo da pessoa. A comercialização das peças no Brasil será feita a partir de abril, através de consultoras de vendas e também em lojas multimarcas. Estima-se que o preço do produto custe em torno de R$ 300.”

Legal né? Já pensou em congelar sua calça jeans? Eu nunca! :¬o

Leia mais AQUI.

Foto: Daniela Dacorso

PEEPOO: BANHEIRO PARA TODOS 19 de janeiro de 2010

Posted by conceitoecologico in Compostagem em casa, Consumo Consciente, Economize dinheiro, Sustentabilidade, Voteearth.
2 comments


Em todo o mundo 40% das pessoas não têm acesso a saneamento básico. Essas 2 bilhões de pessoas não têm se quer um lugar adequado para fazer suas necessidades. A falta de banheiros afeta tanto a sociedade e a população através da contaminação da água doce e água subterrânea. Fezes humanas contêm vírus, bactérias, vermes e parasitas que matam e contaminam as pessoas com doenças graves. Uma criança no mundo morre a cada 15 segundos devido à água contaminada.

Preocupada com isso a empresa Sueca Peepoople AB desenvolveu o PeePoo. Um saco individual, descartável e degradável que, após 30 dias, transforma fezes de humanos em abudo rico em nutrientes para plantas. E o melhor, sem liberar partículas de plástico no ambiente. Após o uso o Peepoo deve ser armazenado em no máximo 24 horas (período que o mantém livre de odores).

6 VANTAGENS DO PEEPOO:

1-) O PeePoo é um saco fino alongado com 14 x 38 cm. Dentro da bolsa há uma fina gaze que mede 26 x 24 cm. O interior do PeePoo é revestido com uma película fina de uréia. A uréia é o fertilizante mais comum no mundo. Pode ser encontrada, por exemplo, na pasta de dentes ou creme para a pele. Quando a uréia entra em contato com fezes ou urina, uma quebra enzimática ocorre em amônia e carbonato, impulsionado por enzimas que ocorrem naturalmente nas fezes.

2-) Ele é projetado para ser usado uma vez, sentados, de cócoras ou em pé. Se usa-lo com uma só mão, a gaze fina impede qualquer contato com os excrementos. Também pode ser utilizado e colocado dentro de uma garrafa de plástico cortada ou pequeno balde e agindo como cerca de um penico.

3-) É uma das poucas soluções de saneamento que não exige água. A água só é necessária para lavar as mãos após o uso. Isto significa que a ligação tradicional entre água e saneamento é anulada. Uma bolsa usada peepoo está limpa para manipular.

4-) Após todos os agentes terem sido inativos, 15 a 30 dias após o uso, as fezes tratadas constituem um adubo de alto valor com um valor de mercado considerável. O adubo será principalmente um fertilizante de nitrogênio, devido adição de uréia. Outros nutrientes também estão disponíveis para as plantas melhorarando a fertilidade do solo. Além disso, a matéria orgânica nas fezes vai melhorar a estrutura do solo e, assim, a capacidade de armazenamento e a capacidade de retenção de água que, no longo prazo será possível melhorar a colheita dos campos.

5-) Seu design é adaptado para que ele possa ser fabricado em um preço tão baixo quanto possível e vendido para os grupos com mais fraco poder de compra no mundo. O preço é extremamente vantajoso em comparação com todos os métodos concorrentes, para os consumidores finais e para a sociedade já que não há custos de investimento relacionados com sua utilização.

6-) Não necessita de soluções de infra-estrutura para a implementação. Nenhuma construção ou tubos precisam ser construídos. Também não há qualquer necessidade de qualquer sistema de sobrecarga ou custos de investimento. Peepoo pode ser simplesmente distribuído, podendo assim atender a enorme demanda de uma maneira altamente eficiente.

A produção dos sacos Peepoo está prevista para meados de 2010. A missão da Peepoople é que todas as pessoas que assim o desejem poderão ter acesso a saneamento digna e higiênica.

Peepoo: um banheiro portátil, higiênico e realmente sustentável (econômico, social e ecológico)!

Fonte e imagens: dezeen.com

Ecoblogs busca novo blogueiro!

ESCRITÓRIO VERDE 18 de janeiro de 2010

Posted by conceitoecologico in Conceito Ecológico, Consumo Consciente, Dicas Eco², Economia de água, Economia de energia, Economize dinheiro.
2 comments

Mais uma série de dicas para inspirar os empreendedores!

Por: Carin Hommonay Petti (PEGN)

Os chamados prédios verdes são benéficos para o meio ambiente, reduzem os custos e aumentam os lucros das empresas. A construção é 5% a 10% mais cara que a de um edifício convencional, mas o investimento se paga em dois anos, afirma Nelson Kawakami, diretor-executivo da ONG Green Building Council Brasil. A diminuição de custos, que é permanente, chega a 50% do consumo de água e a 45% do gasto com energia, segundo a consultoria ambiental Instituto Muda. “Mesmo pequenas mudanças, como a troca de torneiras e válvulas da descarga, permitem ganhos consideráveis”, diz o sócio da empresa Alexandre Furlan Braz. Ao lado ele mostra as principais características dos prédios verdes.

1-) As placas captam a energia solar, utilizada para o aquecimento da água

2-) Os aparelhos de ar condicionado têm certificado de economia de energia emitido pela Eletrobrás em parceria com o Inmetro

3-) Claraboias e janelas favorecem a iluminação natural, reduzem o consumo de energia elétrica e melhoram as condições de trabalho. Um exemplo: na empresa americana de biotecnologia Genzyme, nos arredores de Boston, a produtividade dos funcionários aumentou 15% e as ausências por doença caíram 5% após a mudança da sede para um prédio com muitas janelas e teto de vidro

4-) Floreiras nas janelas contribuem para reduzir a temperatura do interior do prédio

5-) A água da chuva, captada no telhado, é levada pelas calhas a um tanque para armazenagem e depois utilizada para lavar áreas comuns e regar o jardim

6-) O consumo de energia elétrica pode cair até 40% com a instalação de sensores de presença para acionar as luzes de locais menos movimentados, como garagens e escadas

7-) Os restos de frutas consumidas pelos funcionários, folhas secas e a grama cortada vão para a compostagem, que transforma o lixo em adubo orgânico

8-) Vidros especiais, conhecidos como low-e, deixam a luz entrar sem esquentar demais o ambiente

9-) Cobrir o telhado e as paredes com plantas ajuda a resfriar o interior do prédio e a economizar com o ar-condicionado

Veja a matéria completa em: COMO MONTAR UM ESCRITÓRIO VERDE?

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

DICA: ECONÔMICOS E CONCENTRADOS 11 de janeiro de 2010

Posted by conceitoecologico in Ações, Consumo Consciente, Dicas Eco².
1 comment so far

Deixe a propaganda de lado e veja como essa animação pode mudar seus conceitos em relação às embalagens econômicas e os produtos concentrados. De fato elas trazem grandes vantagens para seu bolso e para o planeta.

Pense nisso, faça isso!

CAOS URBANO 7 de janeiro de 2010

Posted by conceitoecologico in Consumo Consciente, Nosso Planeta, Reflita, Sustentabilidade.
1 comment so far

Quem vive em São Paulo sabe como é dramático ficar preso no trânsito. Percorrer menos de 5 km pode demorar mais de 30 minutos. Só o motorista tem idéia do que é ver seu precioso tempo com a família, com os amigos e de descanso ser consumido por uma cultura arcaica e insustentável. Infelizmente, em São Paulo a distribuição das linhas de ônibus, trem, metro e suas integrações não proporciona nenhum conforto a quem os utiliza. E por mais torturante que seja, ainda é inevitável o uso do carro. Não que eu achei goste disso!! Mas veja a situação: terça-feira fui buscar minha namorada no trabalho (com o carro da empresa). O trajeto da minha casa ao trabalho dele tem mais ou menos 10km, e do trabalho até sua casa mais uns 8km. Tudo muito perto né? Pois então, para percorrer os primeiros 10km gastei pouco mais de 01:00 e nos 8km restantes fui em 15 minutos (pois estava contra o fluxo do congestionamento). Era uma noite de chuva forte e houve um acidente no meu do caminho. Mas se eu optasse pelo transporte público com certeza nossa viagem demoraria muito mais e iríamos espremidos em ônibus lotados.

Minha conclusão de tudo isso: enquanto não houver alternativas de transportes públicos viáveis e mais favoráveis que o carro (e outros transporte individuais), o paulistano (e o brasileiro) continuará utilizando o carro mesmo que para isso desembolse uma fortuna com manutenção e outras despesas. Não compro meu carro pela grana e por que felizmente tenho o carro da empresa que posso usar quando preciso. Mas se eu precisasse, certamente compraria um. Como já fiz no passado.
Estou apostando todas minhas fichas no triciclo elétrico Pompeo que só chegará ao mercado em 2012. Triste? Sim, pois ainda busco um transporte individual. Mas realista, por acreditar que em 2 anos a política de transporte público não melhore (apesar de estar evoluindo) a ponto de deixarmos o “sujismundo” carro à combustão de lado.

O POMPOSO POMPEO 23 de novembro de 2009

Posted by conceitoecologico in Consumo Consciente, Economia de energia, Economize dinheiro, Nosso Planeta, Produtos Eco, Sustentabilidade.
5 comments

Não é de hoje que publico aqui no blog lançamentos e previsões de produtos com essência sustentável ou que sejam 100% ecológicos. E também não nego minha vontade de ser consumidor assíduo (e consciente) desses produtos. Assim como eu, acredito que muita gente não faz idéia da infinidade de opções que o mercado nos oferece (e vai nos oferecer).

Por isso, apresento-lhes mais um produto que tem o conceito ecológico: é o Pompeo. Um o triciclo brasileiro promete revolucionar o trânsito nas cidades brasileiras. Medindo 2,33 m, com peso de 450 kg a 600 kg, velocidade máxima de 90km/h, autonomia de 200km e recarga completa em 4h, ele tem a meta de chegar ao consumidor a um custo próximo dos R$ 30 mil. A previsão para seu lançamento é em 2012. O Pompéo trará uma novidade que deve agradar a bastante gente (a mim agradou, e muito): será inteiramente elétrico!

No último projeto do triciclo brazuca, se cogitava equipá-lo com motores de moto. Motores a combustão ainda podem servir a versões mais em conta do Pompéo, no futuro, mas a de estreia será mesmo a elétrica. “Não há momento melhor do que esse para apresentar um veículo elétrico. Não podíamos deixar de aproveitar a oportunidade”, disse Carlos Eduardo Momblanch da Motta, engenheiro mecânico e empresário, um dos criadores do triciclo urbano. A equipe de “pais” do veículo conta ainda com Renato César Pompeu, que dá nome ao triciclo, também engenheiro mecânico e economista, e Carlos Metzler, que cuida do planejamento de negócios e do marketing internacional do Pompéo. Isso porque, além do mercado brasileiro, o triciclo pretende ser conhecido (e vendido) também no exterior. E já existem interessados em sua distribuição em outros países.

Leia mais…

Mais informações: triciclopompeo.com.br

Fonte: WebMotors

"SACO É UM SACO" NO ENADE 2009 11 de novembro de 2009

Posted by conceitoecologico in Conceito Ecológico, Consumo Consciente, Sustentabilidade.
2 comments

A prova do ENADE ( Exame Nacional do Desempenho dos Estudantes ) do Ministério da Educação, abordou o tema sustentabilidade citando a campanha “Saco é saco” do Ministério da Educação em uma das questões.

Veja abaixo a questão e responda comentando no blog…

A resposta está aqui

Se acertou parabéns! Se errou está na hora de melhorar seus conhecimentos acompanhando o Blog Conceito Ecológico e clicando aqui.

SEU CONHECIMENTO E O CLIMA 15 de outubro de 2009

Posted by conceitoecologico in Consumo Consciente, Nosso Planeta, Reciclagem, Redução de lixo, Voteearth.
2 comments

O que seu conhecimento tem a ver com as mudanças climáticas?

TUDO!

Quem está no colégio, na universidade ou na pós-gradução sabe quanto papel um estudante usa na vida acadêmica. Pilhas e mais pilhas de folhas de sulfite, cadernos, livros e apostilas. Quando estava na faculdade eu e muitos colegas, usávamos os rascunhos (papeis usados que provavelmente iriam para o lixo) das empresas onde trabalhávamos para copiar nossas matérias. Mesmo assim o volume ainda era enorme. E imagino que isso aconteça com grande parte dos estudantes.

Buscando inspiração para escrever no blog encontrei um site muito bacana! É o Ebah!. Um site de compartilhamento de arquivos on-line. Lá você pode baixar ou enviar arquivos de seu interesse. O acervo é bem interessante e muitos alunos de diversas faculdades participam da comunidade.

O mais legal de tudo, é o projeto de conscientização do Ebah. Um site animado com 4 Cards que mostram como é a produção do papel, os impactos da indústria, a produção de lixo não orgânico e o consumo do papel no Brasil. CLIQUE AQUI e conheça.

Consumindo menos papel você:

- Economiza água
- Economiza energia
- Evita o desmatamento de florestas
- Produz menos lixo
- Diminui a quantidade de CO2 na atmosfera
- Evita o aumento da temperatura do planeta
- Tem mais qualidade de vida
- Preserva recursos para as próximas gerações!

E lembre-se de:

- Usar papel conscientimente (use a frente e o verso da folha)
- Reciclar
- Reutilizar
- Utilizar papel recilcado ou certificado

AÍ FORÇOU A AMIZADE! 15 de setembro de 2009

Posted by conceitoecologico in Consumo Consciente, Marketing sustentável, Nosso Planeta, Reciclagem, Reflita, Sustentabilidade.
3 comments

“O plástico faz parte de nossas vidas…” E devemos reduzí-lo até onde seja sustentável!

Mas será o Benetito?

Sou totalmente a favor do consumo consciente, da reciclagem, do reuso e da redução. Mas usar esses argumentos a favor das sacolas plásticas é demais!
Há pouco tempo o governo lançou a campanha Saco é um saco. Que incentiva as pessoas a voltarem a fazer compras com as boas e velhas sacolas de feira ou as modernozas Ecobags (ou sacolas ecológicas). Aí a PLASTIVIDA vem com um absurdo desses…

Enquanto o mundo luta contra o uso de sacolas plásticas, eles inventam o selo de sacola mais resistente. As sacolinhas são realmente um lixo! São fracas e muitas vezes não resistem a produtos mais pesados. Mas espera aí né? A solução não é criar sacolas mais resistentes! Elas continuarão poluindo, matando animais e impermeabilizando o solo tanto quanto a sacolas mais fracas.

Ficam os recados…

A você: PRESTE ATENÇÃO! SACO É UM SACO! Não se deixe enganar por um vídeo com música bonita. Seja consciente, pare de usar sacolas plásticas, recicle aquilo que não conseguir reutilizar e reduzir, consuma menos, poupe água, plante e cuide de uma árvore, vá ao trabalho bicicleta ao menos uma vez por semana, use mais o transporte público (se não for de qualidade reivindique melhorias), faça a sua parte para um mundo sustentável!

A Plastivida: Apóiem o desenvolvimento de produtos menos poluentes, incentivem a reciclagem nas micro e pequenas empresas, apóiem o uso de sacolas ecológicas e comecem a seguir (realmente) a tendência mundial de preservação do planeta! Incentivar o uso de sacolas plásticas não é o caminho.

Para saber mais sobre a campanha Saco é um saco clique AQUI.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.